Turma 2 será representada pela jabuticabeira

Turma 2 será representada pela jabuticabeira

Escolhida pela comissão organizadora, a jabuticabeira foi plantada na tarde desta quarta-feira, 19 de dezembro e será representada pela Turma 2.

Os formandos Felipe Borges, Francielli Corti e Gisela Guareschi explicam que escolheram a jabuticabeira por ser uma fruta bem diferente das outras.

“Conhecida há mais de 400 anos, a jabuticaba (Myrciaria spp.), nativa do nosso país, é uma fruta bem diferente das outras, ela nasce grudada no pé e preenche todos os espaços do tronco da sua árvore. É um bom presságio que vem atrelado à felicidade e ao amor, porque a jabuticaba, é unida à sua árvore-mãe e apresenta uma grande longevidade; demora para dar os primeiros frutos e quando começa não para mais! Quanto mais velha, melhor e mais produtiva fica”, explica Felipe Borges.

Para eles, a árvore representa o curso de medicina: árduo, intenso, exige esforços e renúncias, mas prepara-os para as tempestades, pois como a árvore-mãe, a família, os mestres e colegas de turma, não há frios e ventos que não conseguem suportar.

“A jabuticabeira tem seus encantos, seja na floração ou na frutificação. Mas, para que ela produza com abundância e doçura, necessita estar plantada junto a águas ou receber água nas suas raízes frequentemente. Sem esta água farta, seus frutos se tornam pequenos, pouco doces”, destaca Gisela Guareschi.

“Estar plantado junto à fonte de água viva, que é Deus, é garantia de frutos grandes, doces e abundantes. Até alcançar o diagnóstico, tratamento e por vezes a cura é preciso atrelar junto a ciência a palavra de Deus aos pacientes, que consola, alimenta, fortalece e sustenta. A Palavra de Deus é seiva de conforto”, enfatiza Francielli Corti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *