PBL – Problem Basic Learning

INTRODUÇÃO

 

Cada vez mais se questiona a maneira como se formam os médicos. O conhecimento médico é infinito e não cabe mais em 6 anos de formação.

Os cursos modernos de medicina apresentam características que combinam uma melhor seleção dos conteúdos a serem trabalhados na graduação, geralmente orientados por prevalência, por gravidade do quadro ou por aspectos epidemiológicos.

Outro aspecto que tem influenciado os cursos modernos de medicina é o melhor aproveitamento do tempo do estudante de medicina e a abordagem do mesmo frente aos temas trabalhados no curso.

A PIRÂMIDE DO APRENDIZADO

 

METODOLOGIAS ATIVAS

A adoção de metodologias ativas é obrigatória conforme consta nas Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de medicina (documento do MEC/CNE que orienta a construção dos projetos pedagógicos de curso).

Desde o início, a FACERES utiliza diversas metodologias ativas no seu curso de medicina.

No começo eram apenas 2: O PBL (Problem Based Learning = Aprendizado Baseado em Problemas – Clique aqui para saber mais sobre o PBL) e a Problematização.

Com a implementação e a consolidação do curso, foram sendo incorporadas outras metodologias ativas conforme diagrama abaixo:

  • Mapas Conceituais
  • JItt (“Kinder Ovo”)
  • Cenários simulados (simulação)
  • Estudos de caso
  • Peer instruction
  • Fleeped class e suas variáveis
  • TBL
  • Project BL
  • Problematização
  • PBL

 

Outras metodologias ativas estão sendo estudadas para ser implantadas.

 

VANTAGENS

 

Em relação a estudantes inseridos em programas tradicionais, os alunos que estudam na metodologia PBL:

  • Obtém desempenho tão bom, e às vezes melhor, em exames clínicos e avaliações do corpo docente.
  • Costumam raciocinar como generalista ao invés de raciocinar como especialistas, mesmo sendo um especialista.
  • Possuem um desenvolvimento cognitivo baseado em atividades práticas
  • Tem altas taxas de assiduidade às atividades do curso
  • Possuem uma visão mais humanista da profissão médica
  • São mais motivados para o estudo e possuem maior interesse intrínseco no assunto, emprega a iniciativa como uma força motriz
  • São melhor solucionadores de problemas
  • São aprendizes autônomos com grandes habilidades de aprendizagem auto-dirigida
  • São mais capazes de aprender e recordar informações
  • São mais capazes de integrar os conhecimentos de ciência básica para a solução de problemas clínicos
  • Transferem conceitos prévios para a solução de novos problemas
  • A informação básica é aprendida no mesmo contexto em que ele será usado
  • A responsabilidade do aluno em relação ao seu aprendizado é muito maior
  • Tem média de horas de estudo semanal maior
  • Possui maior independência escolar

Em relação a professores inseridos em programas tradicionais, os professores que atuam na metodologia PBL:

  • Possui o papel de facilitador
  • Tendem a se preparar melhor
  • Conhecem e acompanham melhor os alunos
  • São mais conscientizados em relação ao seu papel docente
  • Tem mais claros os objetivos do curso e da formação do graduando
  • Atribui maior valor à avaliação como processo de evolução e não apenas como sistema métrico ou punitivo
  • São mais abertos a inovações pedagógicas

Outras características gerais do método:

  • Discussões em pequenos grupos de problemas biomédicos,
  • Problemas do cotidiano dos pacientes e do sistema de saúde são utilizados como base para o aprendizado,
  • Ênfase na natureza do processo de raciocínio clínico,
  • Como esse processo está associado com o conhecimento necessário para cuidar de pacientes, valoriza-se a importância da aprendizagem auto-dirigida e continuada para uma carreira eficaz na medicina.